SIMED-TO ADVERTE MÉDICOS SOBRE CONTRATOS DE TRABALHO SEM RQE

04/10/2023 19/10/2023 17:06 667 visualizações

O Estado do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, anunciou a abertura de um chamamento público para a contratação de médicos, com o objetivo de reforçar o quadro de profissionais nas escalas de gastroenterologista, cirurgia vascular e cirurgia plástica do Hospital Regional de Araguaína (HRA).

No entanto, o Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO) adverte aos médicos interessados em atuar no hospital que só aceitem firmar contratos de trabalho que incluam a Remuneração de Qualificação de Especialista (RQE).

A RQE é uma forma de remuneração adicional destinada aos médicos que possuem especialização em suas áreas de atuação. Ela reconhece a formação avançada e o conhecimento especializado desses profissionais, garantindo que sejam devidamente valorizados em termos salariais.

O presidente do Sindicato dos Médicos, Dr. Reginaldo Abdalla Rosa, explicou que "a convocação de médicos especialistas é um passo na direção certa para melhorar a qualidade do atendimento médico no HRA, mas é necessário que os médicos exijam contratos de trabalho que reflitam sua experiência e especialização." Ele enfatizou que a medida não apenas valoriza os médicos, mas também contribui para elevar o padrão de atendimento no hospital, beneficiando diretamente os pacientes.

Atualmente, um médico contratado como especialista recebe R$ 15.000,00 por 180 horas mensais (ou 40 horas semanais), enquanto o médico sem registro de especialidade é contratado por R$ 10.276,20. 

Estudos recentes do SIMED-TO apontam para um disparidade enorme na contratação de médicos, que atuam como especialistas mas não recebem como tal.