MAIS MÉDICOS: A FALTA DE CRITÉRIO COLOCA EM RISCO A SAÚDE DO CIDADÃO BRASILEIRO

27/06/2023 28/09/2023 15:23 419 visualizações

O Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO), a Federação Médica Brasileira (FMB) e seus Sindicatos de base são contrários à atuação no país de médicos formados no exterior sem a devida aprovação no exame Revalida. Tal situação se tornará real caso o presidente da República sancione o projeto de Lei de conversão originado da Medida Provisória 1.165/2023.

O documento, aprovado no Senado em 20 de junho de 2023, recria o programa Mais Médicos e dispensa médicos estrangeiros da revalidação de diploma nos primeiros quatro anos de autuação no programa, sob a alegação de falta de médicos no país para atender a carência de profissionais, porém dados da demografia médica no Brasil mostram que tal narrativa não condiz com a realidade.

A FMB reforça que há décadas as entidades representativas dos médicos buscam a criação de uma carreira médica nacional. Seguiremos na luta pela saúde de qualidade e gratuita a todo cidadão brasileiro, que inclui, obrigatoriamente, garantir que a população seja atendida por médicos com CRM válido.

Um país saudável não se constrói com desprezo a profissionais, tão pouco, à população.


Esse documento tem apoio dos Sindicatos de base da FMB:

SIMEA – Anápolis (GO) @sind.medicos.anapolis

SINDMED-AC @sindmedacre

SINMED-AL @sinmedalagoas

SIMEAM @simeamoficial

SINDMED-AP

SINDIMED-Campinas e Região @sindimedcampinas

SIMEC-CE @sindicatodosmedicosdoceara

SIMERSUL- Criciúma (SC) @simersul

SINMED-Grande ABC @casadosmedicosabc

SINDIMED-Juiz de Fora e Zona da Mata

SINMED-MG @sinmedmg

SINDMED-MT

SINDMEPA @sindmepa

SIMEPE @_simepe

SIMED-PB @simedpb

SIMERO @simero_oficial

SIMED-RR

SIMERS @simersoficial

SINMED-RJ @sinmedriodejaneiro

SIMED-TO @simedto

SIMESUL-Sorocaba e Região

Sindmed-Montes Claros e Norte de Minas

#fmb #medico #saude #somostodosfmb